A metanfetamina, principal droga vista no seriado, é um produto concebido basicamente por processo químico e laboratorial. Altamente lucrativa esta droga chama a atenção de Walter White graças, primeiramente, ao seu retorno financeiro. Mas era o processo em laboratório que mais entusiasmava o químico, a princípio. Como todo cientista, Walter é metódico e disciplinador, e o fato de seu produto ser “bem aceito” no mercado e lhe garantir status, dão a ele, como cientista, um prazer que só mesmo os criadores têm por sua criação. Natural. Mas se Walter entusiasma-se pela fórmula por ele criada, ele não compreendia bem a lógica do olho-por-olho daquele mercado onde estava adentrando. E mesmo que seu produto seja rentável e com uma pureza de 99%, seu avanço chama atenção de outros traficantes, que, por direito adquirido à força, não permitem concorrência em seus territórios. E foi neste ponto que Walter compreendeu que sua escolha é irreversível.




TEXTO COMPLETO, CLIQUE AQUI.