A Árvore da Vida é uma obra-prima belíssima que, enfocando o luto de uma família  comum dos Estados Unidos, expande este conceito para questões existenciais e metafísicas, culminando, assim, numa poderosa poesia visual no qual as relações familiares  nunca deixam de ser o foco de atenção. Adotando uma abordagem intimista do inicio ao  fim, este filme tem como méritos discutir o ciclo da vida ao mesmo tempo em que nos permite acompanhar, quase como se tivéssemos uma lupa, o drama familiar vivenciado  pelos O’Brien.



TEXTO COMPLETO, CLIQUE AQUI.