Iniciado em 2003 com filmes que desafiavam a percepção do espectador com longas compostos de ritmo e narrativa contemplativos e naturalistas usadas para registrar momentos particulares de seus personagens como se fossem registros documentais, o novo cinema romeno, a partir de longas como A Leste de Bucareste e A Morte do Senhor Lazarescu deram o
pontapé inicial para o movimento cinematográfico que, dentre outras coisas, revisitava o passado recente de seu país de origem ao ambientar seus filmes nos últimos anos da ditadura de Nicolau Cerseascu. Porém, a grande obra-prima desse movimento foi, sem dúvida, o premiado
4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias,  filme dirigido por Cristian Mungiu que, contando a história de duas colegas de faculdade, Otília (Anamaria Marinca) e Gabitza (Laura Vassiliu), tentando conseguir um hotel para que a mais frágil delas, Gabitza, pudesse abortar, tendo que contar, para isso, com a ‘ajuda’ do ‘médico’ conhecido como Sr. Bebe (Vlad Ivanov). Porém, devido à negligência de Gabitza, o plano não sai como o esperado e o Sr. Bebe exige mais dinheiro para a operação de aborto.



TEXTO COMPLETO, CLIQUE AQUI.