Esses Amores

21 de Dezembro de 2013 Khemerson Macedo Resenhas 924




É muito comum que diretores usem de experiências vivenciadas como matéria-prima para seus projetos mais intimistas. É comum também que estes mesmos realizadores misturem estas experiências com o elemento ficcional de seus projetos. Mas é absolutamente incomum que tais realizados usem ficção e fatos reais para se auto-homenagear e conseguir, sem pedantismos ou arrogância gratuita, homenagear também o instrumento da própria arte. É o caso deste belíssimo Esses Amores, último filme do genial e injustamente subestimado diretor francês Claude Lelouch que, neste filme, cria uma história que de forma indireta, nos conta num tom nostálgico e
auto-referencial todo o amor dele pelo cinema e seu fabuloso mecanismo de contar histórias que nos apaixonam e encantam desde os idos tempos dos irmãos Lumiére.




PARA LER MAIS, CLIQUE AQUI.


Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
" Amar é" há 2 horas

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 4


PAU DE FITAS há 7 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 4


PAU DE FITAS há 7 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 3


Falta de Amor ao Próximo há 11 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 32


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 12 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 17 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16