Super 8 é um daqueles filmes cuja razão de existir reside no fato que seu diretor estava mais interessado em homenagear seu ídolo do que em estabelecer uma história mais sólida e autoral. No final do processo, mesmo você se deparando aqui e ali com momentos relativamente bons, acaba mesmo saindo com aquela sensação de review que, por si só, acaba prejudicando a experiência. Neste caso em específico, vemos J. J. Abrams tentando homenagear Spielberg, numa época em que este comandava longas que giravam em torno de monstros e alienígenas. Daí você pode imaginar do que realmente trata este filme.


PARA LER ESTE TEXTO COMPLETO, CLIQUE AQUI.