Oh homem! Teus calores me agitam,
E meu corpo fica em estado convulsivo.
Todos os órgãos, em orgasmo, gritam
Ao coração que quer ficar passivo:

Ame! Sinta os desejos que palpitam.
Entregue-se! Para quê ser fugitivo?
Oh homem! Teus calores me agitam,
E meu corpo fica em estado convulsivo.

Na cama, meus olhos os dele fitam,
A alma se desfaz num gemido impulsivo,
E nossas línguas desvairadas se atritam
No embate de um beijo atrativo,
Oh homem! Teus calores me agitam.

19/10/06.