REFÉM DOS OLHOS DELA

22 de Setembro de 2017 JUNIOR CAMPOS Rondel 152

Ela parada me olhando,
Olhava para ela também,
Meus olhos perguntando,
Que estranho gosto você tem?

Apaixonada por mim, amém;
Eu continuava trabalhando,
Ela parada me olhando,
Olhava para ela também...

Eu acabava disfarçando,
Seus olhos me fitavam bem,
Eu agora estava amando,
Daqueles olhos tornei-me refém,
Ela parada me olhando...

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Estou triste" há 2 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 4


"Estou cá a matutar" há 2 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 4


A Humildade nos Cai Bem há 7 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 8 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 39


Um Dilema há 8 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 38


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 11 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 15