- Você não pode entender, nem sequer imaginar, o motivo que me levou a fazer tudo isso.- E qual foi?- Eu... Eu te amo.(silêncio)- Acho que isso explica algumas coisas.- É. Explica. - Disse ela.- Você não vai dizer nada? - Perguntei.- Talvez não o que você queira ouvir.- Entendo.(silêncio) - Talvez seria melhor você esquecer essa ideia.- Também acho que seria, mas eu não quero esquecer, não posso.