Soneto de tua ausência

24 de Agosto de 2011 Leonardo Koury Sonetos 520

Quero procurar você
mas já iste embora,
fico triste pois logo agora
que poderiamos nos entender.

Tua ausência me faz perceber
o porque meu peito chora
cada segundo parece que demora
na tua falta não sei o que fazer.

A tua importância me nega
todo amor que antes tive
e agora estou sozinho.

O nosso fim agora me cega
apenas olho por dentro, não estou livre
me perdi por não te achar no caminho.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 6 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 6 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 6 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 6 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 9


Sou há 6 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 6 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6