Quando ela me disse assim:



V’OMBORA!



Eu pensei: meu Deus do céu, e
agora?



Pra quê que eu fui


Fustigar essa mulher?



Eu não queria nada mais



que um cafuné,



um chamego...


Agora estou pedindo arrego,



porque não soube



como falar...


Como eu poderia imaginar



que ela queria “ir fundo”



em se tratando de amar?


A.J. Cardiais



04.04.2009