Tenho que admitir: amo você.
Queria sair, fugir, escapulir
dessa teia maravilhosa
que cada vez mais me emaranha,
mas não posso...

O amor afaga, arranha,
morde e sopra, beija e belisca...
O amor é uma isca:
quem o prova, acaba preso.

E eu estou preso.
Estou acorrentado.
Estou apaixonado...

Tão apaixonado,
que tenho que admitir:
dessa vez, tenho que cair...
Fui nocauteado

A.J. Cardiais

Poema do livro "Declaração de Amor"