na diáspora fatal
dos teus singulares passos
distante do teu regaço
feito um lúgubre animal
recordo os dias melhores
de carinho e de ternura
de paixão e de candura
quando eu estava aos arredores
da tua linda presença
saboreando da tez
a suave morenez...
mas agora, só ausência!
este meu singular passo
não corre mais pros teus braço.