Cansada ainda estou!

Desdenhaste todos meus carinhos,
E tudo que a ti entregaste.
Nossas vidas e nossos caminhos,
Sem rumo assim tornaste.

Cansada estou pois me magoaste,
Com tua falta de afeto e amor.
Nova amada cada dia arrumaste,
Como és um eterno sonhador!

Te digo: só teu amor me bastaria,
Repleto de carinhos e teu calor,
Contigo uma vida inteira viveria.

Não quero nada de valor para mim,
Nunca seria feliz sem teu amor.
Sim, o meu amor é teu, enfim!


© Sol Figueiredo
11/07/2011 – às 00:15h

Publicado no Recanto das Letras em 11/07/2011 – Reeditado em 13/08/2011
Código do Texto: T3158625
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.