Caminhos de Nadas

14 de Abril de 2017 A.J. Cardiais Sonetos 68

Eu quero seguir
pelos caminhos que eu sei.
E só navegar
por mares que naveguei.

Não quero me perder
buscando pedras em flores...
Eu rimo os amores
sem medo de doer.

Eu quero viver
as tentações desfloridas,
com paixões desligadas.

Os compromissos de nadas
não me dão prazer...
Só me fazem padecer.

A.J. Cardiais
06.01.2011

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
MAIS NOVÍSSIMAS TROVAS há 2 horas

QUADRAGÉSIMA QUINTA -- “Eis aqui um conto de réis! Ali, um milhar d...
ricardoc Trovas 10


AMANTES MORCEGOS - ECOSYS há 4 horas

PÁSSAROS voam na madrugada, MADRUGADA dos amantes, AMANTES, em êxtase, ...
juniorcampos Poesias 12


Não pode faltar Deus- ECOSYS há 4 horas

DEUS ouviu meu pedido, PEDIDO com muito amor, AMOR não pode faltar, FAL...
juniorcampos Poesias 13


QUASE INVERNO - ECOSYS há 4 horas

Sol onde estás? Estás escondido? Escondido traz-me frio, Frio não co...
juniorcampos Poesias 13


ALDRAVIA há 4 horas

cheiro de chuva cheia de charme!...
juniorcampos Poesias 11


Herança do Meu Pai há 4 horas

Meu pai deixou como herança além do amor à festança, o valor da hones...
a_j_cardiais Poesias 28