Mar e Mato

12 de Maio de 2017 A.J. Cardiais Sonetos 119

Naquele mar...
Naquele mato...
Com este ato,
eu quis rimar.

Rimei
remei
passeei...
Me perdi.

Caí no mar,
saí no mato.
Sonhei...

Ao imaginar o fato,
de estar no mar
e no mato, acordei.

A.J. Cardiais
22.02.2011

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Colagens da Vida há 18 horas

A vida é feita como colagens: momentos de fracassos momentos de vantagen...
a_j_cardiais Poesias 37


Poemas Sem Esquadros há 19 horas

Os meus poemas não são feitos com esquadros. São momentos capturad...
a_j_cardiais Poesias 40


O Passado Não Muda Nada há 19 horas

Você só vive reclamando de coisas que fiz de errado num passado bem dis...
a_j_cardiais Poesias 44


DEUS EU TE QUERO há 1 dia

Com o consentimento do meu pensamento, Deus eu te adoro, Com...
denilson Poesias 23


DEUS É MINHA PROTEÇÃO há 1 dia

O destruidor anda irado buscando arrasar, Ele é o inimigo da minh...
denilson Poesias 29


OS FILHOS DE DEUS há 1 dia

Os filhos de Deus se apresentam como sacrifício vivo, Você pode ...
denilson Mensagens 25