VER-O-VERSO

05 de Setembro de 2017 RicardoC Sonetos 56

VER-O-VERSO

O autor, embora silente, não se cala:
Vê-se o verso no avesso d'essa folha
Quando se torna a frase que outrem olha
Bem diversa d'aquela que se fala.

De facto, o verso às vezes intercala
Luz e sombra com ritmos que recolha
Das palavras que tem à sua escolha,
Enquanto o alheio olhar já se arregala.

E, sílaba após sílaba, confere
A verdade a que o verso se refere,
Pelo metro de tônicas e rimas.

Pois ver-o-verso é lê-lo atentamente.
Ter que a poesia n'ele se apresente,
Se sentimentos por matérias-primas.

Betim - 04 09 2017

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
DE RENOME há 11 horas

DE RENOME De certo, alguém que não eu, N'um lugar que não aqui, Viv...
ricardoc Sonetos 6


EM LARGA MEDIDA há 20 horas

EM LARGA MEDIDA Duvido porque penso, não por cético. Há-que se quest...
ricardoc Sonetos 10


ALJÔFAR há 2 dias

ALJÔFAR Cintila sobre a face embevecida Essa lágrima só de maravilha...
ricardoc Sonetos 8


UM GULOSO CEGO NO CABARÉ há 2 dias

O homem chega no cabaré e a dona do brega oferece: -Tenho uma mulata e um...
reribarretto Humor 41


EM GRUPO há 2 dias

EM GRUPO Ser mais um entre muitos ou não ser? Eu, para bem ou mal, me ...
ricardoc Sonetos 17


CICATRIZES há 3 dias

As lágrimas não mais caiam, Pois já era um outro dia, Mas, ainda exist...
juniorcampos Indrisos 20