Mentir falando a verdade

12 de Setembro de 2017 Elisergiopoeta Sonetos 57

Acelerado, com o pensamento insistente.
Talvez, eu seja deveras um desvairado,
Que apesar de estar sempre tão feliz.
Não consegue nunca se ver contente!

Mas, não vejam tal poema como desabafo,
Eu, estou apenas cheio de todos os sacos...
De ver tanta gente que se diz pensante,
Nunca ter nada que se aproveite na mente!

Com a evidente certeza de não ser daqui,
E de não me encaixar em nenhuma parte.
Escrevo, sem me preocupar com a verdade!

Principalmente, a que não advém de mim!
Por isso, eu agora estou sempre cansado,
De falar a verdade, mas tendo que mentir.

Uil

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
A Motivação Correta há 6 horas

“Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais deba...
kuryos Artigos 7


A CALÇADA DE PEDAÇOS DE OUTRAS CALÇADAS há 9 horas

Ele acreditava em seu mundo; seu mundo, também esperava por ele. Ele se...
paiva Poesias 24


Ir, importa mais que a direção. há 16 horas

Vens, ama-me de vez em quando, Ainda quem sem tanto interesse. E assim pe...
elisergio Sonetos 12


A CASA DE BARRO há 23 horas

A CASA DE BARRO Por Roosevelt Vieira Leite A casa de barro de minha cun...
paiva Poesias 31


MULHER-ESPETÁCULO há 1 dia

MULHER-ESPETÁCULO Ela sozinha vale já o ingresso!... Seminua no palco...
ricardoc Sonetos 16


Magnétika- cap. X há 2 dias

Cap. X: Ela sorriu levemente; percebi que tinha gostado de mim; o flert...
angelora Crônicas 18