CHEIRO DE CHUVA

09 de Outubro de 2017 RicardoC Sonetos 132

CHEIRO DE CHUVA

É no vento que a chuva vem primeiro...
Chega n'um cheiro cheio de sul e mar
Que roça as altas serras, sem parar,
E eleva em redemunho o chão mineiro.

Avanguarda das nuvens, esse cheiro
Súbito faz a noite refrescar
Em húmidas lufadas de bom ar,
Que boa prosa traz para o terreiro.

De vera, a gente sai sob relento
Apenas para já sentir no vento
A chuva qu'inda tão distante molha.

E espera, n'uma fé agradecida,
Pela estação das chuvas ver mais vida
Enfim reverdecer em cada folha.

Betim - 09 10 2017

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
NA REBORDOSA há 1 hora

NA REBORDOSA Acordo e já começa a girar tudo... Olhos cerrados contra...
ricardoc Sonetos 4


PLEONÁSTICO n°2 há 21 horas

PLEONÁSTICO n°2 Encarasse de frente, não soslaio... Talvez, olhos no...
ricardoc Sonetos 4


ANTIFACISTA há 23 horas

ANTIFACISTA De irrestível apelo aquela união De fortes se fazendo 'in...
ricardoc Sonetos 5


A rua me aceita como sou há 1 dia

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 79


Não seja superficial há 1 dia

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 91


"Dia do amor" há 1 dia

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 14