CANDIDA

15 de Outubro de 2017 selda Kalil Sonetos 69

CANDIDA

Ainda vou roubar seu amor tão adverso
Você resiste-me, sem coragem, desiste.
Eu olho e insisto, persisto e tenho.
Puxo-te e te aperto você foge disperso
==================================
Olha para mim, não sou tão ruim assim!
Deseje-me e afronte sem medo seus pecados
Pegue-me, me anexa e me cubra de abraços.
O seu lado sombrio atropela o seu brio retificado
====================================
Homem viril que me deixa tão fértil e febril !
Venha até aqui, enlace-me como um bem querer.
Ame-me sem medo, sem freios, sem arreios.
====================================
Deita aqui e cante comigo a canção do amor
Abra suas asas e deixe-me deleitar e degustar meu bel prazer
Farei-te viajar até o infinito sem nenhuma prorrogação

Selda Kalil


Leia também
DE RENOME há 10 horas

DE RENOME De certo, alguém que não eu, N'um lugar que não aqui, Viv...
ricardoc Sonetos 6


EM LARGA MEDIDA há 20 horas

EM LARGA MEDIDA Duvido porque penso, não por cético. Há-que se quest...
ricardoc Sonetos 10


ALJÔFAR há 2 dias

ALJÔFAR Cintila sobre a face embevecida Essa lágrima só de maravilha...
ricardoc Sonetos 8


UM GULOSO CEGO NO CABARÉ há 2 dias

O homem chega no cabaré e a dona do brega oferece: -Tenho uma mulata e um...
reribarretto Humor 41


EM GRUPO há 2 dias

EM GRUPO Ser mais um entre muitos ou não ser? Eu, para bem ou mal, me ...
ricardoc Sonetos 17


CICATRIZES há 3 dias

As lágrimas não mais caiam, Pois já era um outro dia, Mas, ainda exist...
juniorcampos Indrisos 20