ESPLÊNDIDO

04 de Dezembro de 2017 RicardoC Sonetos 66

ESPLÊNDIDO

Foi pouco antes de cair um aguaceiro...
A chuva vinha escura e, de repente,
O céu se abriu p'ros lados lá do poente
E luziu por um instante passageiro.

Quem andava comigo viu primeiro
E apontou admirado para frente:
Nuvens douradas por um sol ausente
Cobrindo majestosas todo o outeiro!

-- "Esplêndido" -- disse ela assim do nada,
Ainda que apressados pela estrada
Buscássemos das águas ter guarida.

Olhei e vi aquilo boquiaberto
Como pudesse haver no céu aberto
A luz de Deus em nuvens escondida.

Betim - 04 12 2017

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
A rua me aceita como sou há menos de 1 hora

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 27


Não seja superficial há 1 hora

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 35


"Dia do amor" há 4 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 9


"Estou triste" há 11 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 11


"Estou cá a matutar" há 11 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 9


A Humildade nos Cai Bem há 16 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8