Não foi o que sonhei para mim

15 de Janeiro de 2018 Elisergiopoeta Sonetos 103

Tudo para mim tinha acabado!
Aquele vento frio da meia noite,
Uivava às nove horas lá fora!
Uma voz dizia não te demoras.

E Ela olhavas diretamente para mim.
Como quem implora entendimento,
Eu por seus beijos sempre sedento,
Fazia-me às vezes de entendido...

E com a limitação de nós sermos amigos,
Eu quase que automaticamente dizia sim.
Porém , isso mais uma vez nos afastava...

E então, de forma triste eu percebi:
Descrever nossas vidas na calçada,
Não fora o que sonhei para mim.

NUNES, Elisérgio.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P3 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por S...
kuryos Artigos 4


Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P2 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio...
kuryos Artigos 5


Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P1 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por S...
kuryos Artigos 6


"Mil vezes maldita" há 6 horas

Maldita, mil vezes maldita solidão Todas as noites invades meu coracão ...
joaodasneves Mensagens 4


"Deixem passar" há 6 horas

Deixem passar quem vai na sua estrada Deixem passar, quem quer andar Quem...
joaodasneves Poesias 6


"Se tu fosses" há 6 horas

Se tu fosses a minha mais bela flor Prometo todas as manhas regala com meu...
joaodasneves Poesias 6