EU E TU

07 de Fevereiro de 2018 RicardoC Sonetos 73

EU E TU

Até onde eu consigo me lembrar,
Aquele foi um dia ensolarado...
Talvez tenha sido eu; talvez o Fado
Ou apenas te calhou de m'encontrar.

E tu, sem qualquer pressa de chegar
Nem vias quanto havias caminhado.
De mãos dadas, paramos lado a lado
E soubemos um ao outro desvendar:

Eu não te disse muito. Tu tampouco.
Mas o mundo parece menos louco,
Quando contemplado desde o abismo.

Já de noite, depois de tais assuntos,
Eu e tu d'ali saímos nós dois juntos
A andar de cataclismo em cataclismo.

Betim - 06 02 2018

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P3 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por S...
kuryos Artigos 4


Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P2 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio...
kuryos Artigos 5


Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P1 há menos de 1 hora

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por S...
kuryos Artigos 6


"Mil vezes maldita" há 6 horas

Maldita, mil vezes maldita solidão Todas as noites invades meu coracão ...
joaodasneves Mensagens 4


"Deixem passar" há 6 horas

Deixem passar quem vai na sua estrada Deixem passar, quem quer andar Quem...
joaodasneves Poesias 6


"Se tu fosses" há 6 horas

Se tu fosses a minha mais bela flor Prometo todas as manhas regala com meu...
joaodasneves Poesias 6