A dor fazia lembrar.

22 de Fevereiro de 2018 Elisergiopoeta Sonetos 79

Eu lhe atribui tudo de muito vil...
No mais absoluto reflexo e pensar.
Porém, tudo aquilo que te feriu,
Voltou com força e me fez sangrar.

Sangrava a alma sem estancamento!
Diminuía um pouco com meu silencio,
Mas se acentuava sempre ao lembrar.
E por quê eu não conseguia esquecer.

A alma sempre doía muito físicamente,
Uma dor muito angustiante e tão latente.
Dor essa que insistia tanto em doer.

E que também conseguia me paralizar,
Mas que nunca me fez ti esquecer,
Pois a dor de ti perder me fazia lembrar.

Uil.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Sou" há menos de 1 hora

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 4


"Livro sem letras" há 2 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 6


Amor há 4 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 7


ESTÁ TÃO ESCURO (poesia infantil) há 6 horas

Está tão escuro Por causa do muro O chão é duro Não bata o nari...
madalao Infantil 7


Amor de Primavera há 19 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 42


CICATRIZES há 1 dia

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 6