CICATRIZES

Não se vive essa vida impunemente...
Todo mundo, mais dia menos dia,
Faz o que não queria ou não devia
Face à necessidade mais urgente.

No fim ninguém -- nem um! -- é inocente.
Viver é ver perdida uma utopia,
Até se perceber sem fantasia
A éticas e morais indiferente.

À medida que vão passando os anos,
Ver-se às voltas com mais e mais enganos...
Tantas vezes partido o coração!

De resto, dos momentos infelizes,
Na pele contemplar as cicatrizes
Que n'alma são tão-só desilusão.

Betim - 20 06 2018