Eles estavam mortos mas ainda respiravam.
Permitir que essa proeza pudessem realizar,
Não me envergonhava nem enchia de orgulho,
E estava cada vez mais difícil de poder suportar.

É que os covardes esquecem tudo muito rápido,
Não sabem eles que estão a um simples passo.
De poder honestamente para sempre se lembrar,
Que os juros são atualizados e sempre correm...

Que quase sempre às pessoas covardes morrem.
E outras conseguem viver apesar de não respirar.
Por quê para a justiça verdadeira todo dia é dia...

E não haverá sequer uma mundana covardia,
Que na terra ficará sem ser combatida e vingada.
Antes mesmo do próximo ano poder se findar.

Retherehw