Não há razão no amor.

09 de Novembro de 2013 Elisergiopoeta Sonetos 313

Entristece-me às vezes

Os teus momentos de razão

Parecem negar o que sinto

E desconhecer meu coração.

Não é de mais a sanidade

Mas, chega a ser um ultraje.

Em se tratando do coração

Que não há normalidade

Ainda mais quando traz em si

Tanto sentimento e paixão

Todas as suas razões agrupadas

Morte e vida uma só, unificadas.

Loucura e também sensatez

Onde se desconhece a razão

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
ACONTECIMENTOS há 6 horas

ACONTECIMENTOS Em face das recentes desventuras, Que tenho atravessado...
ricardoc Sonetos 9


Cultivando Observações 2 há 15 horas

Vivo colhendo frutos, que a sociedade não se importa. Minha vida é uma ...
a_j_cardiais Poesias 26


Conflito Interno há 15 horas

Está tudo aí para eu escolher sobre o que escrever... Existe um vazio d...
a_j_cardiais Acrósticos 24


Grito Escandaloso há 15 horas

Tirem o martelo do meu caminho... Meu juízo é perfeito apesar do defeit...
a_j_cardiais Acrósticos 27


Bom dia! há 16 horas

"Um bom dia ajuda a motivar a vida das pessoas e acima de tudo, um bom dia ...
anjoeros Artigos 8


Tudo o que agora me desfaz. há 18 horas

Cheio de um pleno vazio sobrenatural! Uma saudade não tida em outros carn...
elisergio Sonetos 11