De te amar assim.

09 de Novembro de 2013 Elisergiopoeta Sonetos 310

De tanto amar-te assim
Hei eu de morrer um dia
Mas, não daquela morte
Que sempre traz a dor

E sim da que traz alegria
Morro e vivo teu fiel amante
Dando-te mais do que posso
Além do que preciso for

Sorrio e assim te exalto
Vais em mim e sempre comigo
Mesmo onde não se ver os passos

Amar de mais eu meu destino
Serás sempre meu eterno amor
De amar-te assim me sinto vivo.


Leia também
Lembra? há 8 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 8 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 8 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 8 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 10


Sou há 8 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 8 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6