Sei que nada seria de mim
Se não pudesse escrever
Tanto sentimento assim
Pressionaria de mais o peito

Que explodiria me fazendo morrer
Mais escrever eu sempre posso
Não me falta nunca inspiração
É muito sensível meu coração.

Se não puder escrever por ela
Escrevo por não ter ela
Eu não escolho ocasião

As palavras me desafogam
Dão vazão a todo sentimento
Que trago no coração.