O fio que tece os sonhos

06 de Janeiro de 2014 Pr CJJacinto Sonetos 318

Se medistes a distancia entre a luz e o coração

entre a saudade e a dor por lutar intensamente

se vais por caminhos sem tantos sonhos

mas insiste em prosseguir tão discretamente


Por entre frios distantes da musica apaixonada

o vidro das acacias entre singelas jornadas

um voo flutuante da busca por cordas de imaginação

as asas do alvorecer em suntuoso silencio de percepção


o eco da simetria das flores da paixão

um arco de pingos de nuvens diluidos na face corada

o rosto da saudade, de ânsias avermelhadas

V
ejo a sublime destreza do destino que constroi

esse ninho com pedaços de trincheiras de batalhas

para por em descanso todos os segredos superfluos da humanidade


Leia também
" Amar é" há menos de 1 hora

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 4


PAU DE FITAS há 5 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 4


PAU DE FITAS há 5 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 3


Falta de Amor ao Próximo há 9 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 31


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 10 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 15 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16