Vem com teu açucar, seiva de vidas outonaisComo unguento de terra distantecomo o açucar mascavo, fortificante O bordo dos campos longiquos no jardimVem com os setes caminhos da pazdo fogo vermelho em um instanteque vem como estação e passa adiantevem como mosto de petalas pra mimVem e se achega no meu aconchego do frio sozinho tenho medoquero ser folha a revoarVem com amor ao meu apegodepressa na aurora e mais cedoquero as cores da vida cantarCJJ