Olhai para os lirios do campo, ensinou o mestre

desde então tenho amado tanto, as flores

fiz de meu humilde coração um infinito jardim

pra vida, espalhar perfumes, aromas e muitas cores


Olhando aos campos dos lirios, como o mestre ensinou

vi os rastros de estrelas e muitas alegrias

como as praias do mar afora e seus horizontes

eu do Mestre, suas mãos sangradas tão triste, tocaria


Mas olhando eu para o campo do mundo eu vi

lamaçais e poços secos e entulhados

almas ressequidas e espiritos betumados


Olhando adiante, ainda vi o mundo empalamado

entre sussurros de sabios ébrios, tangendo delirios

ai meu Deus! quero voltar meus olhos, tão somente aos teus Lirios


Clavio Juvenal Jacinto