Outono e outras estações

11 de Fevereiro de 2014 Pr CJJacinto Sonetos 293

Me destes momentos que se imortalizaram na memoria

anos que firmaram a nossa preciosa afeição

Dias que ficaram presos em nossa historia

horas que imprimiram alegrias no coração


Me deste, afetos como aromas do cinamomo

chuvas de alegria que cairam no alvorecer

Petalas e folhas em jóias puras de nosso outono

a delicias do vinho puro, ao meu coração beber


Me deste sonhos embrulhados em papel crepom

coragem pra lutar por tudo o que é  mais bom

a coragem de viver,sem do medo ter dó


Me deste, a paisagem de todas a s estações

a liberdade, quando o medo me prendia em suas prisões

a chance de ver a vida e de uma forma nova e melhor


Clavio J. Jacinto


Leia também
"Livro sem letras" há 1 hora

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 6


Amor há 2 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 6


ESTÁ TÃO ESCURO (poesia infantil) há 4 horas

Está tão escuro Por causa do muro O chão é duro Não bata o nari...
madalao Infantil 6


Amor de Primavera há 18 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 42


CICATRIZES há 23 horas

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 6


" Amar é" há 1 dia

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 12