Terra: meus olhos vãos, vejo

Gentes, nos pálidos cortejos

Deposito de dores e finas alegrias

A noite escura e a luz do dia


Orbe: choros e densos sorrisos
No campo santo há tantos avisos

Regias lições que aprendemos

A ficta promessa, não aprendemos


Vida: tem fim, é tão breve

Como pluma suave é, mui leve

corre, escoa, derrama....rapidamente


Mundo: Todos aqui, sim estamos!

Como vento, voamos, todos vamos...

Pra todo sempre e eternamente


CJJ