Talvez te amar fora meu legado
Mas, em ti tens me deixado morrer
Agora sempre me falta o ar
Todos os papéis foram rabiscados...

Estou sem canetas para escrever
Tenho agora o coração sufocado
Porque estou longe de você
Falta você que és o meu ar

E sou eu agora um poeta calado
Aos poucos perco o ar e voz
E não consigo mais dizer

Pois as palavras não podem expressar
Mas, te amo e é somente o que faço
Meu legado, é o amor por você.