A pior sensação

25 de Março de 2014 Elisergiopoeta Sonetos 423

Olhai, e verá que já feneço!
Tenho agora o olhar roxo,
Todo o meu sorriso é seco
Eu já não mais adormeço.

Vem com às noites, solidão.
E também todos os tormentos,
É de cansar o quanto penso
Sou agora um jovem ancião.

A juventude já não me reconhece,
Todas às vezes que de mim esquece
Ergo-me junto com o sol, e sem visão.

Sua luz me atinge como alto farol
Ficar sem dormir não só é problema
É também a pior sensação.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Minha humilde casinha" há 1 dia

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 14


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 54


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 13


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 14


Perseverar Até o Fim – Parte 2 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 10


Separação há 2 dias

Pensei que separação fosse fácil... Que fosse só deixar seu amor, e ...
a_j_cardiais Poesias 50