Aos teus olhos amor ( Soneto VI dos teus olhos)

11 de Agosto de 2011 Wellington Calcagno Sonetos 1017

Brilhante luz de teus olhos marrons
Que à minha vida traz o encanto,
Encobre meu corpo como um manto
Emana-se vivaz sobre outros tons.

Olhos fastosos, pérolas serenas
Guardiões implacáveis de todo amor,
Suma alegria guardada na cor.
Dessas suaves estrelas pequenas.

Trago comigo teu divino olhar
Iluminando o fel do pensamento,
Gerando vida para um sentimento

Que provém destes olhos com ardor
Elevo os meus devaneios mais tenros,
Ao abrigo que faz dos teus olhos o amor.




Rio de Janeiro, 11 de junho de 2010.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Confesso-te que..." há 3 horas

Ao perder um grande amor, Confesso que até chorei, Mesmo assim tudo ...
joaodasneves Poesias 5


Vida Pela Via da Fé há 6 horas

O que poderia o ministério da Lei sob o Antigo Testamento, fazer por si m...
kuryos Artigos 9


Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há 8 horas

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 5


Cultivando Observações - 1 há 10 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 18


"É tarde demais" há 12 horas

Não há mais tempo Não adianta agora chorar É tarde demais. É tarde ...
joaodasneves Poesias 11


"Amada Amante"... há 12 horas

A primavera chegou, sai como sempre o dia estava bonito, o sol brilha...
joaodasneves Prosa Poética 8