Aos teus olhos amor ( Soneto VI dos teus olhos)

11 de Agosto de 2011 Wellington Calcagno Sonetos 1023

Brilhante luz de teus olhos marrons
Que à minha vida traz o encanto,
Encobre meu corpo como um manto
Emana-se vivaz sobre outros tons.

Olhos fastosos, pérolas serenas
Guardiões implacáveis de todo amor,
Suma alegria guardada na cor.
Dessas suaves estrelas pequenas.

Trago comigo teu divino olhar
Iluminando o fel do pensamento,
Gerando vida para um sentimento

Que provém destes olhos com ardor
Elevo os meus devaneios mais tenros,
Ao abrigo que faz dos teus olhos o amor.




Rio de Janeiro, 11 de junho de 2010.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
A rua me aceita como sou há 1 hora

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 28


Não seja superficial há 1 hora

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 36


"Dia do amor" há 4 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 9


"Estou triste" há 12 horas

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 13


"Estou cá a matutar" há 12 horas

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 9


A Humildade nos Cai Bem há 17 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 9