Reviver

24 de Agosto de 2012 josué Teoria Literária 661

Reviver

Quando a vida me faz cair e arrasta-me por veredas, as quais não traçaria no meu caminhar, e me sinto estar sendo consumido pelo vácuo do peito, sou levado a me recolher, e este recolhimento aponta-me o teu colo, no qual, choro baixinho aos ouvidos do teu coração, e os cochichos deste, acalentando-me, me recompõem e me fazem ver que as quedas, são apenas rascunhos de uma página que juntos, passando a limpo, iremos escrever.


Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11