Reviver

Quando a vida me faz cair e arrasta-me por veredas, as quais não traçaria no meu caminhar, e me sinto estar sendo consumido pelo vácuo do peito, sou levado a me recolher, e este recolhimento aponta-me o teu colo, no qual, choro baixinho aos ouvidos do teu coração, e os cochichos deste, acalentando-me, me recompõem e me fazem ver que as quedas, são apenas rascunhos de uma página que juntos, passando a limpo, iremos escrever.