Linguagem do silêncio

21 de Setembro de 2012 josué Teoria Literária 776

Linguagem do silêncio

Quando o amor age em silêncio, se expressa com mansidão; se jorra num olhar distante... quando apenas contempla o que já tem nas mãos; e com o rolar de uma lágrima, como orvalho que desliza de uma folha, descreve seus sentimentos, que anunciam um corpo dependente... e alheio à razão. Os lábios?!... pronunciam apenas meio sorriso, enquanto por dentro, lateja o coração; e como um favo, aguarda o néctar em silêncio... para lambuzar-se no mergulho da imersão. O peito?! Este já nem reclama mais, pois, dilacerado e tonto, como num vazio de um abraço não dado, sabe da surdez daquele que vive a suspirar com a ânsia de que não se satisfaz com o que a vida oferece apenas em porção.


Leia também
"Posso ser o poema" há 3 horas

Barcos que navegam, ao luar, as imensas ondas do mar até as nuvens lá n...
joaodasneves Poesias 4


"Vi em ti" há 11 horas

Em ti eu vi o sol, o mar senti o vento aprendi a viver, soltei o sentime...
joaodasneves Poesias 5


"Tenho" há 11 horas

Tenho amor para dar Paixão para receber Sei perdoar, mas não posso esq...
joaodasneves Poesias 8


"Queria ser o mar" há 11 horas

Queria tanto ser o mar Te abraçar com as minhas ondas Te desejar na arei...
joaodasneves Poesias 6


"Coração chora" há 15 horas

Ouço vento, as trovoadas estão-se a aproximar raios de sol a queimar a m...
joaodasneves Poesias 6


Dor e Reflexão há 1 dia

A dor que nos vem, e que achamos que é do nada, às vezes é do além. ...
a_j_cardiais Poesias 61