Olhando uma plantação de algodão, voltei na minha infância onde nasci, cresci e trabalhei imaginava que eram nuvens vindas dos céus...sua brancura, maciez era profunda igual o abraço de Deus que eu sonhava receber, levo no meu coração uma chama do Pai Celestial para que nunca falte-me a fé na caminhada...!

                       - Eunice Alves-